Diga-me com quem andas… - Marcelo Fradim
Estação em 1930
25/08/2014
Estação Mogiana em 1909
28/08/2014
Exibir tudo

Diga-me com quem andas…

Quando falamos que devemos perdoar as pessoas porque nós merecemos paz de espírito, é para que o com o passar do tempo qualquer mágoa ou desavença esteja nos consumindo internamente, deixe de agir… faz parte do instinto de sobrevivência do espírito. Assim, o tempo é um bem precioso… pois ele define a intensidade proporcional a sua própria curva de ação e reação de atuação no ser. Então, no processo contínuo de aprendizagem desta vida, desejo que sempre que percebermos que estamos com pessoas que nos fazem perder tempo, possamos despertar e, que a sabedoria divina possa transformar este momento em perda da noção do próprio tempo…

Deixe uma resposta