Sonhar faz parte! - Marcelo Fradim
Atitudes falam mais alto que as palavras
03/10/2016
Sou um protagonista
10/04/2017
Exibir tudo

Sonhar faz parte!

Sonhar é necessário, mas infelizmente a maioria das pessoas não possui nenhum tipo de entusiasmo, aspiração ou ambição e por esta razão sucumbem o ato de sonhar. Algumas até conseguem, mas logo abandonam seus sonhos quando se deixam contaminar por comentários negativos e críticas dos “matadores de sonhos”, que são conselheiros até muitas vezes bons e bem-intencionados, mas que, por incapacidade própria de lutar por seus ideais, conseguem convencê-lo de que seu sonho é impossível e que você nunca vai realizá-lo. Quem nunca conheceu um “matador de sonho”?
Geralmente, os “matadores de sonhos” costumam utilizar seu tempo livre com atividades inúteis, sem propósitos ou direção. Assim, não precisam se concentrar na busca da autorrealização e tentam lhe convencer a fazer o mesmo. Lamentavelmente, algumas pessoas talentosas se deixam influenciar por esses comentários negativos e acabam abandonando seus
objetivos de prosperidade, achando que a vida é assim mesmo…
Há ainda os “matadores de sonhos” que torcem por seu fracasso e se alegram ao ver você em uma condição ruim, pois assim eles se justificam com a falsa sensação de igualdade em meio à mediocridade. E às vezes, quando você está mal, eles lhe ajudam a se sentir ainda pior.
Você, então, adia seus planos. Talvez já tenha adiado tantas vezes seus objetivos e sonhos, que até já se tenha cansado. Entretanto, seu pensamento não lhe dá sossego e continua incessantemente lhe cobrando: “e aquele sonho? O que vai fazer com ele?” Você faz de conta que não ouve, apenas acena com a cabeça e diz: “ah, já sei, aquele sonho, estou pensando
nele”. Passam-se alguns dias, você sonha mais. Às vezes acorda à noite, não consegue dormir, vira-se de um lado para outro na cama, e o questionamento continua: “já se esqueceu de seu sonho ?” “Não, não me esqueci, estou sempre pensando nele”.
Daí, você tenta mudar de assunto. Não consegue e acaba respondendo: “está bem. Nesta semana não posso pensar nisso, estou muito atarefado na empresa, é fechamento de mês. Estou precisando trabalhar até tarde. Quando chego em casa, mal consigo jantar e assistir a um pouco de televisão. Nessas horas, já estou morto de cansaço. Muitas vezes acabo
dormindo no sofá mesmo. Para quem luta tanto durante a semana, o fim de semana só dá para fazer as compras do supermercado e assistir à televisão”.
Então você faz um acordo consigo mesmo: “Assim que passar esta fase, prometo parar tudo só para planejar como realizarei o meu sonho de ficar rico e conquistar o que desejo. Está bem assim?”. E por algumas vezes acaba fazendo uma “fezinha” em algum jogo de azar, apostando que alí está a realização de toda a mudança que necessita para realizar seus maiores anseios.
Dessa maneira, você passa mais um mês, mais um semestre, mais um ano postergando, protelando, adiando a realização de seu grande sonho de prosperidade. Na verdade, você está adiando a grande jornada ao seu interior, que é o lugar onde as coisas precisam acontecer em primeiro lugar, antes de elas poderem se materializar em sua vida. Enquanto você não parar
tudo para alinhar sua mente e seu coração com as leis que geram a riqueza, você continuará sofrendo as consequências dessa dicotomia de desejar algo grandioso e passar seus dias sofrendo e se lamentando com a realidade existente…
Então, pare, pense e reflita… todos “colhemos” apenas aquilo que “plantamos”.
Sonhar faz parte mas sobretudo agir, é o essencial !!!

Deixe uma resposta